Login de Membros
Post Info TOPIC: De olho nas fezes do bebê


Assistente de Chef de cozinha

Estado: Offline
Mensagens: 5475
Data:
De olho nas fezes do bebê
Permalink  
 


Não se espante. O primeiro cocô do bebê é espesso, viscoso e de uma cor estranha preto-esverdeada. Certamente, o aspecto não é dos melhores, mas, ao contrário do que se pensa, indica que está tudo bem com ele. Trata-se do mecônio, substância presente no intestino do neném, quando ele ainda estava no útero. De modo geral, é expelido até o segundo dia de vida e, a partir daí, as fezes ganham uma coloração mais normal (castanho-esverdeado) e uma consistência menos espessa que a inicial.


Na primeira semana

Geralmente, o recém-nascido amamentado no peito faz cocô todas as vezes que mama e a consistência é bem mole, parece diarréia, às vezes com grãos amarelados. Não se preocupe: é assim mesmo com o bebê e não existe risco de desidratação.


Depois da segunda semana

Entre a segunda e a oitava semana vai aumentando, gradativamente, a capacidade digestiva da criança. Passa a tomar de 90ml a 120ml e o estômago se esvazia a cada três ou quatro horas. O aparelho digestivo é ainda muito imaturo e não está preparado para digerir nada que não seja leite: materno ou artificial. De preferência, o primeiro, pois a digestão é muito mais fácil e é por isso que bebês que mamam no peito costumam fazer cocô com mais freqüência.


A questão da frequência

Com o passar dos meses, as fezes podem se tornar mais consistentes. Alguns bebês fazem cocô uma vez por dia e outros a cada dois ou mais dias e não há nada de errado se a criança que é amamentada no peito ficar até 72 horas sem evacuar. É que o bebê aproveita tudo que ingere e não sobra muita coisa para ser eliminada.


No seio e na mamadeira

Os que são alimentados com leite artificial fazem cocô com menos freqüência. É mais espesso, ainda que continue mole, de cor castanho claro ou amarelo-esverdeado e um cheiro mais forte que os amamentados no seio.

Crianças alimentadas com leite em pó podem ter suas fezes mais ressecadas e se este é o caso de seu filho, converse com o pediatra. Talvez seja necessário trocar o tipo de leite que está sendo usado. Os que mamam exclusivamente no peito, geralmente, não têm esse problema, já que o leite materno tem a quantidade exata de gordura e proteínas.

Se seu neném se contorce e faz muita força, nem sempre a culpa é do ressecamento. Isso acontece muitas vezes porque sua musculatura abdominal ainda não está suficientemente forte.


Mudando com a alimentação

Há uma variedade de tons e consistências na evacuação normal. A freqüência também muda. A partir de seis meses, quando o bebê começa com a papinha salgada e doce, as fezes mudam de cor segundo a alimentação. Se ele come verduras como couve e acelga, o cocô será verde-claro; muita cenoura resulta num tom mostarda-alaranjado, beterraba dá um vermelho brilhante e espinafre, um verde musgo intenso.


O cocô, normalmente amarelo, torna-se verde. Alguma coisa errada? Não. Significa apenas que o trânsito pelo intestino foi feito com mais rapidez.


Por Maria Amélia de Oliveira
Consultor: Dr. Paulo Roberto Lopes, pediatra



__________________

      ""   Milleni ""

millenib.flogbrasil.terra.com.br

Página 1 de 1  sorted by
 
Resposta rápida

Faça o loggin para postar respostas rápidas

Tweet this page Post to Digg Post to Del.icio.us


Create your own FREE Forum
Report Abuse
Powered by ActiveBoard